ECO-ESCOLAS

PROJETOS

FELIZ NATAL ECOLÓGICO

ROUPAS USADAS NÃO ESTÃO ACABADAS

O 2º ano do Curso de Serviços Jurídicos está a promover, na Escola e na Comunidade, em parceria com as Obras Sociais de Viseu, uma recolha de roupas e brinquedos usados que possam ser doados a quem mais precise. Realizou-se uma primeira acção no Natal que teve um enorme êxito e foi mobilizadora de muitas vontades. O objetivo é prolongar este projeto durante todo o ano, tendo-se, também, convocado o envolvimento da Creche e do Jardim de Infância da Fundação Joaquim dos Santos.

cartaz1
cartaz2
cartaz3

ECO TRILHOS

Inspirado no conceito dos Trilhos da Ciência ou Trilhos do Ambiente e no projeto I Diverse, o projeto Eco-Trilhos Eco-Escolas pretende motivar para o conhecimento do território dentro e/ou próximo da escola incentivando à criação de trilhos que, através da sugestão de experiências e atividades, dêem a conhecer características ambientais e de sustentabilidade desses mesmos percursos, como por exemplo, o património natural e/ou cultural. A Escola está a desenvolver esta proposta no âmbito de um projecto interdisciplinar , com a participação de todas turmas.

ECO CÓDIGO

O Concurso Nacional Eco-Código pretende estimular a participação e a criatividade dos jovens envolvidos no Programa Eco-Escolas, através da produção de um trabalho de comunicação: o póster. As turmas do 1º e 2º anos estão a trabalhar neste projecto para submeterem os seus trabalhos ao Concurso Nacional 2020|2021.

JOVENS REPÓRTERES PARA O AMBIENTE

O Planeta chama por nós!
imagem-projeto

O assunto do dia são as alterações climáticas e o mal que o Homem faz ao planeta diariamente. O obreiro do mundo tornou-se o fazedor da destruição do mesmo, pelo que se torna urgente refletir sobre o posicionamento do ser humano no mundo e a forma como se tem servido deste.

Hoje em dia as pessoas deparam-se com tantas situações a acontecer de um momento para o outro e com uma rapidez que elas próprias nem reparam devido à pandemia que estão a viver, mas isso não é desculpa para deixarem de parte a questão ambiental, pois o ambiente não fica à espera, vai sofrendo cada vez mais alterações e o tempo não pára.

O ditado popular que promulga “Há males que vêm por bem” parece aplicar-se, pois, com a pandemia, o ser humano pôde observar com os seus próprios olhos e perceber o que a atividade humana provoca no ambiente, na nossa casa. Contudo, apesar de ao longo destes meses termos visto uma melhoria da qualidade do ar e da água e o aparecimento de animais em locais já pouco habitados, foi algo de curta duração, já que continuamos a poluir com o que produzimos como o caso das máscaras que nos perseguem por todo o lado, pelo solo, pelos mares, pelos rios.

Jéssica Almeida Teixeira nº08/18 3ª Ano do Curso Técnico Serviços jurídicos

Escola Profissional Projeto Plural

2020/2021