Atualmente, os cuidados dirigidos a crianças e jovens assumem um papel crucial para que o seu desenvolvimento seja potenciado. Desta forma, emergem novas necessidades e um acréscimo de procura de serviços pessoais, coletivos e sociais neste domínio. O Técnico de Ação Educativa, é um profissional qualificado e competente para participar proativamente nas instituições, como elemento da equipa educativa, assegurando a melhor atenção à criança e família, apoiando os elementos da equipa educativa nas suas tarefas.

Está preparado para desenvolver atividades que promovam vivências infantis ricas do ponto de vista: sensorial, motor, cognitivo, afetivo e social; Reforçar a criança nas suas aprendizagens, oferecendo-lhe segurança, apoio e estímulo para que desenvolva todas as suas capacidades da melhor forma possível ; Procurar os materiais e recursos tecnológicos úteis ao desenvolvimento de atividades adequadas às crianças.; Promover jogos, brincadeiras e atividades plásticas, literárias e musicais de interesse para as crianças; Participar ativamente nas atividades de animação desenvolvidas pelos animadores, em contexto escolar e de tempos livres.

Juntamente com os professores, o técnico de ação educativa é, pois, também um agente de desenvolvimento das crianças desde que desempenhe o seu papel com um conhecimento claro das responsabilidades que estão associadas às suas funções.

CONDIÇÕES DE ACESSO
9º Ano de escolaridade ou formação equivalente
Idade igual ou inferior a 19 anos

CARGA HORÁRIA TOTAL
Formação: 3275 horas (10º, 11º e 12º)
Estágio (FCT): 600 horas

Cerificação Escolar e Profissional

SAÍDAS PROFISSIONAIS

  • Jardins de Infância
  • Creches
  • ATL’s
  • Colégios
  • Instituições de Solidariedade Social
  • Centros Comunitários
  • Empresas

COMPONENTE SOCIOCULTURAL
HORAS
Português
320
Língua Estrangeira
220
Área de Integração
220
Tecnologias da Informação e Comunicação
100
Educação Física
140
COMPONENTE CIENTÍFICA
HORAS
Sociologia
200
Psicologia
200
Matemática
100
FORMAÇÃO TECNOLÓGICA
1175H

Subsídios e Apoios

Se é Encarregado de Educação, estas informações, são, sobretudo para si.

Subsídio de Alimentação

Subsídio de refeição em espécie, almoço servido na cantina escolar, nos dias de aulas, de acordo com o calendário escolar. Nas situações em que os alunos não almoçam na escola - Visitas de estudo da turma e Períodos de FCT (Estágio) - o subsídio é atribuído em dinheiro, no valor de 4,77€ cada refeição.

Subsídio de Transporte / Alojamento

Subsídio de Transporte, de acordo com a fatura de compra do passe ou bilhetes dos transportes públicos. Pago no final de cada mês.
Despesas de Transporte até ao limite máximo mensal de 15 % do IAS (65.36€) quando não exista transporte público compatível com o horário escolar.
Subsídio de alojamento até ao limite máximo mensal de 30% do IAS (130,00€), quando a localidade de residência do aluno distar 50 km ou mais da escola ou quando não existir transporte coletivo compatível com o horário escolar, podendo ainda ser pagas as viagens em transporte coletivo no início e no fim de cada período letivo. Aos alunos beneficiários de subsídio de alojamento é atribuído o subsídio de segunda refeição (jantar) em dinheiro, no valor 4,77€ cada refeição.

Bolsa de Material Escolar

A Bolsa para Material de Estudo é atribuída por ano curricular e paga no início do respetivo ano letivo até ao limite máximo de 163,00€ (de acordo com o Escalão do Abono de Família).