ESTRATÉGIA DA EDUCAÇÃO PARA A CIDADANIA

Cidadania e desenvolvimento

A orientação educativa que preconizamos, alinhou-se, sistematicamente, com uma formação que fosse muito para além dos conteúdos programáticos e dos objetivos e aprendizagens de índole cognitiva… sempre quisemos apostar numa educação global que atravesse todas as circunstâncias do ser e do existir, verdadeiramente consistente e transformadora, aquela que acreditamos ser a única que se transporta para a vida, que não se circunscreve a “momentos” de escola, que não resulta de processos formais de avaliação, mas que visa a plena expansão da personalidade humana, que mobiliza a indagação e a inquietude, que ensina a confrontar, cada um, com a sua singularidade e a construir uma visão alargada, integradora e significativa do mundo.

Criou-se, na Escola, uma dinâmica, em contextos formais ou informais, de permanente desenvolvimento pessoal e interpessoal. Os alunos foram motivados a estabelecer metas, desafios e objetivos para si próprios construindo os seus caminhos e percebendo, sempre, que os seus atos e as suas decisões têm reflexo no seu crescimento, na sua evolução e na sua vida.

A escola, para além, da evidente e necessária articulação interdisciplinar, onde, em turma, os professores interligam e dinamizam os projetos que definiram em conjunto, criou, no horário, um bloco de três horas, nas tardes de quinta feira, onde se diluíram turmas e se trabalha em grupos, em que um número mais permanente de professores monitoriza as atividades | temas planificados e medeia processos de aprendizagem, incentivando a autonomia dos alunos nos trabalhos a desenvolver e na preparação de um resultado final que é depois apresentado a todos.

A componente de Cidadania e Desenvolvimento:

  • Decorre de práticas continuadas e sistemáticas e não de momentos pontuais e esporádicos;
  • Está integrada no currículo, nas atividades letivas e não letivas, nas práticas diárias da vida escolar e na sua articulação com a comunidade;
  • Assenta em práticas educativas que promovam a inclusão;
  • Apoia-se no desenvolvimento profissional contínuo dos professores;
  • Está integrada nas políticas e práticas da escola democrática envolvendo toda a comunidade escolar;
  • Envolve o trabalho em parceria com a família e diferentes stakeolders;
  • Apoia-se na monotorização e avaliação de forma a garantir efetividade e participação.

São seus objetivos principais:

  • Desenvolver competências pessoais e sociais;
  • Promover o pensamento crítico;
  • Desenvolver competências de participação ativa;
  • Desenvolver conhecimentos em áreas não formais.